quinta-feira, 19 de maio de 2016

RETRÔ I

RETRÔ I

Na década de oitenta produzi um ensaio fotográfico intitulado “interferência”. 
Consistia em compor detalhes arquitetônicos das ruínas da minha cidade, Antonina, com cores que, através do contraste, chamava-se atenção para as condições do patrimônio. E ao mesmo tempo, 
incorporava uma “nova alma” a própria ruína.
As imagens foram produzidas em diapositivo/slides e as cópias foram elaboradas por processo direto de impressão, melhorando com isso o contraste e a qualidade.

Ficha técnica: 
Máquina Minolta SRT101b – 35mm. Filme Echtachrome 100 ISSO. 
Ano 1982. Autor: Eduardo Nascimento

0355 
0356
0357
0358
0359
0360
Auto-retrato 1982

segunda-feira, 25 de abril de 2016

JOÃO PESSOA/PB

0347 Paisagem com a torre da Igreja de São Frei Pedro Gonçalves
João Pessoa, a capital da Paraíba não é somente praia – maravilhosas por sinal –
ainda preserva seu Centro Histórico, tombado pelo IPHAN e possuí relíquias
como a Igreja de São Francisco, um dos mais importantes complexos históricos
do Brasil, os casarios em art-noveau da Praça Antenor Navaro, dentre outras
construções espalhadas pela região. Mas é o seu povo, que circula e
dá vida ao centenário cenário, com sua riqueza de
costumes e atividades.

0348 Igreja de São Francisco
0349 Interior Igreja de São Francisco
0350 Centro Histórico
0351 
0352
0353
0354


 As imagens foram registradas entre 11 e 15 de abril de 2016. Máquina Nikon Coolpix P520. 
©Eduardo Nascimento

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

CARNAVAL DE ANTONINA 2016...

Para não interromper a sequência de 42 anos.
Antonina, litoral do Paraná. Pequena cidade que até então apresentou sempre o mais animado e autêntico carnaval do Paraná. Em 2016 teve inúmeras baixas, principalmente 
na infra-estrutura de responsabilidade do executivo municipal.
Mas o povo foi a rua e fez da festa sua maior
manifestação.

0339
0340
0341
0342
0343
0344
0345
0346
copias em papel ou arquivo em alta resolução, solicitar por e-mail:
eduardobo1951@gmail.com

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Anjos.

Na Festa da Padroeira de Antonina-PR, Nossa Senhora do Pilar - 15 de agosto de 2015 -
0330
0331
0332
0333
0334
0335

quarta-feira, 29 de julho de 2015

terça-feira, 14 de abril de 2015

Harmonia ou contraste


0327
“Os objetos se organizam através de seus elementos construtivos. A harmonia e o contraste são maneiras em que eles se apresentam em forma de luz, refletidas pela superfície ou por outros objetos”.
No caso da imagem em referencia, as texturas expressivas pelo desgaste do tempo, apresentam uma pigmentação quase que monocromática e harmoniosa. Justaposta ao contraste do elemento colorido, no caso o objeto poste, como primeiro plano.
Mas que objeto é esse? A foto é do poste ou da parede? A imagem é do conjunto, mas com predomínio do elemento forma amarela, o posto. Causada pela conjunção harmonia e contraste.

“Na segunda imagem. O objeto de contraste, o poste, faz contra ponto com a intensidade da luz emitida pelo plano de fundo. O objeto de contraste é o responsável pela atração do olhar do fotógrafo e fundamental para a construção da imagem e da mensagem”.


Eduardo Nascimento

0328

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

40 Carnavais!

 40 anos de “clicks”

Hoje completo 40 anos que registro através da fotografia o Carnaval de Antonina.
De 1975 a 2015 foram milhares de imagens registradas na minha retina e em centenas de filmes e suportes. Em 2012 pude materializar parte deste acervo, com a publicação do livro “Carnaval de Antonina-35 anos de cumplicidade” com a chancela do MINC e patrocínio da TCP e da Copel, tornando acessível - um pouco da história carnavalesca da minha cidade natal - às mais diversas pessoas do país e grande parte da comunidade estudantil da região litorânea. Pois 80% da edição – 1000 exemplares - foram doadas às escolas, bibliotecas e centros culturais.
O momento é de agradecimentos. Quero repartir com todos os amigos e familiares mais esta conquista. Pois sem muita pretensão, o tempo foi moldando o meu olhar e apesar dos descaminhos naturais da existência, quando os ritmos momescos começam soar em meus ouvidos, os olhos voltam a brilhar e saio pela avenida em busca de mais uma nova imagem.
Viva a vida e a nossa festa maior que é o Carnaval de Antonina.

“ O maior rio do mundo é o rio da minha aldeia”...

Carnaval 1975
Carnaval 2015
Veja mais fotografias de carnaval:



segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Carnavais de Antonina

320 - Bloco do Pinico - 1986
321 - Tube - 1996
322 - Bailarina 2004
323 - Marcelo Cecyn 2006
324 - Destaque Bernadeth -2009
325 - Regina Camargo 2008

“...E a leitura que Eduardo faz dos carnavais da cidade é duplamente fiel – ao artista que, pelo recorte da fotografia, tira a máscara da aparência imediata para nos revelar também um modo de ver a festa popular, o detalhe fugaz que compartilhamos com o leitor pela indução do nosso olhar; e também fiel ao próprio carnaval de Antonina, que desponta nas fotos com sua desconcertante simplicidade, transgressão, carência e uma ingênua poesia, como puras expressões do desejo, à solta na rua. No conjunto, revela-se um Brasil secreto e frágil que se expõe indefeso, pelo prazer da festa.”

Cristovão Tezza - Escritor

Interessados em adquirir cópias das imagens, solicitar por e-mail: eduardobo1951@gmail.com

Copiar ou utilizar imagens sem autorização é crime. Direitos autorais reservados.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Momentos no MON

Ainda há tempo para visitar a exposição do fotógrafo Sebastião Salgado “Gênesis” no MON – Museu Oscar Niemeyer, até 15 de março 2015– imperdível.
Aproveite para ver também um dos escultores mais importantes do Paraná, João Turin, em uma retrospectiva histórica e didática – na sala do olho – até 22 fev.
Contrastando dê uma olhada nas últimas propostas da minha amiga e artista Eliane Prolik – Da matéria do mundo – até 01 fev.

Tem mais ainda: IDEA-Brasil – O melhor do design brasileiro de 2014 – até 22 de fev; Das vozes da Cidade – Jaime Lerner – até 15 de março.


Você nunca foi ao MON...Então vá!

Gênesis - Sebastião Salgado

Réplica atelier do João Turin
Da matéria do mundo/Eliane Prolik